Esposa Síndica do Prédio

Gostaria de compartilhar algo que não sei se é apenas fantasia, desconfiança ou um desejo muito forte, mas que me deixa atormentado e ao mesmo tempo excitado. Bem, vou falar de minha esposa. Moro em Florianópolis, no bairro de Coqueiros, em um condomínio antigo, porém muito bom. Com apartamentos grandes e uma área de lazer excelente. Minha esposa Ângela (nome fictício) foi síndica deste condomínio por uns dois anos. Nesse período, eu estava muito envolvido com os negócios da minha empresa e ela além de tomar conta das coisas da casa, dividia suas funções com a síndica do nosso condomínio. Angela é uma bela mulher, típica gaúcha, loira, olhos claros, cabelos lisos e apesar dos seus quarenta e poucos anos, mantém o corpo em forma. Seios médios para grandes, bicos rosados, bunda bem feita, bucetinha sempre aparada. Uma mulher que costuma ser discreta, porém sensual.

Os meus pensamentos começaram a me atormentar quando me deparei com algumas situações que estranhei, pois não eram comuns no nosso dia a dia. Talvez tenham sido meras desconfianças, mas forma suficientes para eu começar a estranhar (as vezes em enfurecer) e ficar com tesão. No condomínio trabalhar um rapaz, de uns 30 anos e poucos, que eu vou chamar de Silva. Ele era o zelador e faz tudo do condominio, de forma que Angela tinha contatos diários com ele, inclusive para passar as ordens e instruções de trabalho. Ele era magro e um pouco baixo, mas bem simpatico e gente boa. Como muitas vezes necessitava resolver coisas do condominio com Angela, ele costumava ir ao nosso apartamento, relatar e pedir coisas, de forma que era comum eu chegar em casa para almoçar e vez ou outra encontrar ele no apartamento resolvendo problemas do condominio com Angela. Um dia de janeiro, cheguei

para almoçar e vi que Ana estava de short jeans (não curtinho, mas justo) e blusa de alça. Apesar de estar de sutian, seus seios marcavam bem a blusa. Nesse dia, não sei porque, fiquei um pouco puto pela presença de Silva e, depois que ele saiu, perguntei à Angela pq ele tinha ido ao apartamento. Ela disse que estava enrolada vendo questões da casa e pediu para dar um pulo lá rapidamente. Disfarcei e resolvi deixar pra lá, mas aquilo meio que mexeu comigo, nao sei o motivo. Angela tb havia mudado um pouco o jeito dela. Depois que assumiu a função de sindica, ficou mais ativa, adotou uma postura de gestora, daquelas que estao atentas e gostam de supervisionar tudo. Estava sempre pelo condominio e resolvendo problemas dos condominos. No entanto, reparei que ela estava mais sensual ou

sensualizada. Apesar de discreta, sempre se vestia bem ou quando estava em casa, normalmente, de short e camiseta, mas mesmo assim nao passava despercebida. Certa noite, percebi acordei no meio da noite e percebi que ela nao estava na cama. Vi que estava na suíte tomando banho. Levantei para beber agua e dei uma espiada pela fresta da porta rapidamente. Para minha surpresa, vi Ana embaixo do chuveiro, em pé, se masturbando encostada na parede.

Meu coração disparou. Aquela cena me impactou, pois nunca vi ou imaginei que ela se masturbaria sozinha, ainda assim no meio da noite. Fiquei observando ela alisando a buceta com a mao entre as pernas e nao demorou muito, Angela começou a gozar, segurando os gemidos com a outra mao sendo mordida pela sua boca. Ela gozou freneticamente, depois se jogou embaixo do chuveiro. Eu já de pau duro, rapidamente voltei para cama e fingi que dormia. Ela terminou o banho, saiu do banheiro e se deitou ao meu lado. Na manhã seguinte, acordamos e fui para o trabalho normalmente, mas nao tirava aquela cena da cabeça e os pensamentos borbulhavam. Naquela semana, resolvi tirar um dia para chegar mais cedo na hora do almoço. Vi que o carro de Angela estava na garagem, mas ela nao estava em casa. Dei uma volta no condominio e fui até a zeladoria. A zeladoria era um cozinha com um quarto

anexo, onde tinha chuveiro e uma cama para descanso. Angela estava na cozinha conversando com Silva. Naquele dia ela estava normal. Uma calça jeans (justa, mas nao indecente) e uma blusa de malha. Subimos para o nosso apto para almoçar. Chegando la ela foi para o banheiro e trocou a roupa. Colocou um vestido solto, enquanto eu estava na sala, aguardando ela para almoçarmos juntos. Ela chegou na sala e perguntou se eu estava com fome. Eu disse que sim e entao ela respondeu: “me come antes?”. Fiquei surpreso e espantado com a pergunta dela. Nao esperava. Vi que ela estava cheia de tesao e como nossos filhos estavam na escola, chamei ela para sentar no meu colo. Ela sentou, nos beijamos e comecei a percorrer o corpo dela com minha mao. Quando cheguei entre suas pernas, sentia sua buceta quente. Quando toquei sua calcinha percebi que estava complemente encharcada. Angela estava toda molhada de tesao. Afastei a calcinha e começei a bolinar sua buceta. Arriei a alça do vestido e comecei a chupar os bicos rosados dela, duros de tesao. Ela tirou meu pau pra fora e caiu de boca. Sentado no sofá da sala, eu sentia a minha mulher mamar meu pau como nunca havia feito antes. Ela esfregava a cabeça do meu pau em seu rosto,

mordiscava, descia ate meu saco e chupava minhas bolas. Eu delirava de tesao e nao aguentei. Gozei loucamente na sua boca e no seu rosto. Ela ainda com muito tesao, deitou no sofa e abriu as pernas, me pedindo para chupa-la. Caí de boca na buceta dela e nao demorou muito para Angela começar a gozar loucamente, rebolando e gemendo na minha boca. Lembrei da cena de ve-la de short e blusa outro dia com Silva no apartamento e mesmo eles nao estando fazendo nada, aquilo me deu muito tesao. Meu pau endureceu e eu penetrei Angela bem forte, enterrando toda minha pica na buceta dela. Ela delirava e rebolava. Comecei a falar coisas nem sei como e porque. Perguntava se ela gostava de andar de shortinho pelo condominio. Se um dia sairia da piscina somente de biquini e andaria pelo condominio para resolver as coisas. Se ela gosta de ser olhada, essas coisas…ela apenas com os olhos fechados, balançava a cabeça dizendo que sim. Nao aguentamos e gozamos juntos, suados, melados e ofegantes. Nos restabelecemos e tomei um banho e voltei para o trabalho. As coisas começaram a ficar mais estranhas, depois que alguns comentarios começaram a circular no condominio. Vcs sabem, coisas de vizinho. Ninguem sabe quem falou, mas de alguma forma vc toma conhecimento. Soube que comentaram que Silva estava comendo a Angela. Escutei uma vizinha comentando com outra, enquanto aguardava o elevador. Elas nao me viram, pois estavam na escada,

atrás da porta. Aquilo me emputeceu e me deixou com a pulga atras da orelha. Será que seria apenas comentários maldosos de fofoqueiras ou elas tinham visto algo? Sei que a partir dai comecei a desconfiar mais e por incrivel que pareça, fantasiar mais tb. Nao sei se era coisa da minha cabeça ou fato, mas quando ia transar com Angela, achava que sua buceta estava mais vermelha e seu cuzinho mais largo, apesar de nunca fazermos sexo anal. Comecei a fantasiar mil coisas. Ana no quartinho do zelador, tomando banho com ele. Fodendo na cama dele durante a tarde. Saindo da piscina e indo para algum canto do predio, mamar a pica dele. Ele lá em casa, sentado no nosso sofá, pelado e ela nua, caindo de boca no pau dele. Ele gozando no lindo rosto dela. Ela levando ele para a nossa cama e os dois fodendo loucamente. Ele comendo ela de ladinho e ela gozando várias vezes no pau dele. Comecei a comprar calcinhas bem menores para ela, que ja usava pequenas. Adorava ver ela andando pelo condominio com a calcinha enterrada no rabo. Ficava imaginando ela fazendo muitas sacanagens com ele e outros vizinhos. Ela nunca falou ou me deu situacoes concretas para isso, mas sempre pensei e desconfiei. Em outra oportunidade, vou relatar algumas coisas que me faziam ficar doido e desconfiado

3 comentários sobre “Esposa Síndica do Prédio

  1. branquinha deve ser uma delicia tenho curiosidade de sair com uma mulher casada ou sair com mae e filha, sair com uma novinha tira uma virgindade. Obs sera que tem mae q transa com filhos ?
    Meu chama no zap 11947841246

Deixe um comentário

CAPTCHA




conto gay paisexo contochupando bucetacontos.erocontos erodicosconto sexcontos de orgiacontos eroticos novinhoconto putariacontos inversaorelatos e contos eroticosconto erótico irmãoconto gay primeira vezconto erótico professorcontos reais de incestocontos gay eroticoscontos gay onlinecontos eroticos no carroconto comendo a cunhadarelatos eroticocontos eróticos cunhadacontos eroticos bem safadosconto tiacontos erodicosconto travesticonto erotico primocontos sexocontos eroticos curtoscontos erotcoscotos eroticoscontos e relatos eroticoscontos eroticos padrastocontos reais de sexocontos eróticos grátiscontos eroticos padrastocontoeroticoscontos erotivoscontos crossdresscontos eroticos coroacanto eróticocontos eroticos de fantasiasconto erótico irmãocontos porno incestocontos eróticos lesbicoscontos eroticos meninacontos eroticos sogracontos de traiçaocontos eroticos praiacontos eroticos de gravidasrelatos e contos eroticoscomi minha professoracontos eroticos casadascontos eroticos de sexoconto erotico filhacontos eroticos comendo a sogracontos eroticos metrogozando no onibuscontos eroticos mãecontos eroticos com avoconto erótico dormindocontos eroticos comi minha sogracontos eroticos surubaconto travesticonto erótico professorcontos eroticos familiacontos eroticos avôcontos fetichescdzinha novinhacontos eroticos meninacontos eróticos gaycomtos eróticocontos eroticos escritosxontos eroticosputaria contoscontos eroticos comendo a sogracontos eroticos primocontos onibuscontos eróticos reaiscomendo a madrastaconto erotico categoriaconti eróticowww.contoseroticosgay contoscontos eróticos femininocontos sensuaiscontoerotico.comconto erotico realtexto eroticoconto erotico uberconto erotico maecontos eeoticosprimeira vez na casa de swingcontos eroticos.com.brcontos eróticos femininoconto erotico ginecologista