Fodendo gostoso com o colega da faculdade

Me chamo Soraya, 22 anos, negra, 1,67 de altura, e um corpo avantajado. A história que irei relatar, aconteceu a cerca de um mês. Atualmente, estudo psicologia em uma faculdade popular em minha cidade, na 2° semana de faculdade conheci Vagner, um jovem de 20 anos, negro, de lábios carnudos, corpo malhado e todo tatuado, do jeito que eu gosto.
Logo quando o conheci, não conseguia parar de olhá-lo e admirar seus lábios, Vagner, ao perceber os meus olhares insistentes, se aproximou e pediu para se juntar ao meu grupo. Os dias foram passando, e eu não conseguia tirá-lo de minha cabeça, até que em uma madrugada em que estava muito inquieta e excitada, decidi procurar por ele no Instagram.


Em poucos minutos de procura, localizei o perfil dele, deslizava pela página e me tocava olhando as fotos que ele havia postado, em sua maioria de sunga, sem camisa, e com aquela cara de safado que vinha me perturbando a dias. Não pensei duas vezes, sai curtindo todas as fotos que apareceram e para minha surpresa, ele estava online e me mandou uma mensagem.
Quando abri a mensagem, percebi de cara que o meu desejo de transar com aquele homem, iria se realizar. Passamos horas conversando, trocando fotos, gozando, até que percebi que já estava amanhecendo, me despedi de Vagner e fui dormir, com a promessa de que retomaríamos a conversa no dia seguinte.
Passado o fim de semana, fui para a faculdade na segunda feira, pronta pro que viesse! Coloquei um vestidinho preto colado, com uma calcinha fio dental vermelha. Ao me ver, Vagner se aproximou da minha mesa e sussurrou em meu ouvido que eu estava vestida como uma puta, isso o deixando excitado, e que ele estava doido para me comer.
Minutos depois, sai da sala com a desculpa de que iria ao banheiro, e ele saiu logo atrás, subimos as escadas e fomos para o terraço da faculdade. Chegando lá, Vagner me agarrou, beijou meu pescoço, enfiou a mão por baixo do meu vestido e começou a dedilhar minha buceta, eu já estava encharcada e louca para ser devorada por aquele macho, sedentos de prazer.
Ele puxava meu cabelo, deslizava a língua pelo meu corpo e em dados momentos, sussurrava ao meu ouvido que eu era uma puta e que ele iria comer minha buceta até me encher de porra. Vagner me deitou no chão, levantou meu vestido, arrancou minha calcinha e chupou minha buceta com a intensidade que eu jamais havia sentido antes, eu gemia, me contorcia, gritava e pedia mais, enquanto ele me proporcionava o ápice do prazer, me fazendo explodir em orgasmos.
Estava sedenta, queria cada vez mais foder com aquele homem, queria vê-lo invadindo meu corpo e me preenchendo por inteira. Fiquei de quatro para ele, enquanto ele metia com força, puxava meu cabelo e dava tapas em minha bunda, quando percebi que ele estava prestes a gozar, comecei a chupar sua piroca, de forma vigorosa, até receber jatos de porra em minha boca, sem deixar derramar uma gota sequer.
Vagner olhou nos meus olhos, sorriu e me chamou de vagabunda, disse que a partir daquele dia, eu seria a puta dele! Eu sorri de volta, e respondi que minha buceta estaria sempre a disposição.
Nos limpamos, voltamos para a sala e fingimos que nada havia acontecido, a partir desse dia, tivemos muitas aventuras alucinantes, que irei relatar em outro momento.

Deixe um comentário

CAPTCHA




contos eroticos velhocontos eroticos bem safadosconto eroticoscontos eróticos realcontos eróticos com novinhasincesto contos eroticosconto erotcontos gays reaiscontos de sexo analcontos eroticos de sogracontos eróticos femininocontos fetichescontos analcontos eróticos mãe e filhocontos eroticos meninacontos eroticos de sexocontos cunhadacontos eroticos esposacontos eroticos sobrinha novinhacontos erotcosconto erotcontos podolatrascontos gays ultimoscontos eroticos com sobrinhaconto erotico no onibustransei com meu filhocdzinha contoscontos eroticos com travesticontos eroticodcontos eroticos vizinha novinhaconto erotico travesticonto erótico lesbicocontos eroticos encoxadaseróticoscontos ercanto eróticocontos eroticos familiacontos sexcontos eróticos primacontos eroticos incestoscontos de fodaminha mulher deu pra outroputaria contoscontos eroticos padrastocontos eroticos categoriacontos eróticos bem safadoscontos eroticos gayscontos eroticos com animaiscontos sexualcontos eeoticosconto erotico putinhatransei com meu filhoincesto contosconto erótico lesbicocontos eroticos esposascontos gays reaiscontos eroticos filhocontos eroticos gays cnnconto roticocontos reais eroticoscontos eroticos tianovinhos na punhetacomi minha tiacontos eroticos recentescontos de incestocontos eroticos esposascontos eróticos analcomtos eróticoconto erotico padrastocontos eróticos sogracontos inversaocasa dos contos ercontos eroticos ineditoscontos eróticos mãe e filhocontos eroticocontos eroticos femininos