Mãe e filha namorava o mesmo homem

Uma cena muito interessante, inusitada mesmo, podia ser vista naquela ampla sala de jantar de uma bela residência. Ingra, uma belíssima coroa, sentada à mesa, onde três pratos já estavam a postos para serem devorados. Três pratos? Sim, pois ela não estava sozinha, sua filha Luciene e o namorado dela, Hiran, estavam presentes, mas, como todos namorados, logo atrás dela, abraçavam-se, beijavam-se e a moça, afoita, já abria a braguilha dele e colocava o pau para suas mãos e boca. Sim, com a mãe por perto, ela não teve qualquer problema em fazer um boquete no namorado.

Mas isso tinha uma bela explicação, também inusitada. É que Hiran também era namorado… da Ingra, isso mesmo, da mãe da Luciene.
Ele era meio safado mesmo. Tinha começado a namorar a mãe e quando conheceu a filha, apaixonou-se. As duas entraram em acordo. Ambas namorariam o rapaz, até fazendo uns ménages de vez em quando. Isso ia durar até o momento em que ele resolvesse se casaria com uma das duas, possivelmente com a Luciene. Se isso acontecesse, tudo bem, a sogra se tornaria uma parceira deles. Caso contrário, se ele não viesse a se casar, tudo bem também, as duas teriam se divertido bastante, pois ele era o que elas consideravam um excelente trepador.
Então, voltando à cena inicial. Ingra já estava à mesa, tomando uma taça de vinho e aguardando os dois pombinhos para o jantar, quando Luciene não se conteve e começou o boquete. E aquilo mexeu com Ingra, que se levantou, foi até onde eles estavam e começou a beijar o Hiran, depois ficou nas costas dele, levantando a camisa e afagando o rapaz com suas unhas. Mas ela gostava muito e ao sentir que ele punha as mãos em suas pernas, o que significava que ele desejava mais do que beijos, ela se entusiasmou e foi tirando o cinto e a calça dele, e reclamou o seu direito de também chupar o pau dele. Luciene ficou assistindo.
Sua mãe chupava muito bem, o Hiran vivia elogiando e Luciene gostava de ver como ela fazia… aprendia rápido, mas aproveitava para, ajoelhada atrás do namorado, ficar pegando nas bolas dele, beijando sua bunda, tudo sem tirar os olhos da mãe. Ela quase conseguia colocar o pau dele inteiro na boca! E lambia, chupava… maravilhoso!
Ele pediu para elas fazerem o que ele gostava muito de ver… e elas fizeram. Deram-se beijos e mais beijos, as línguas entrando dentro das bocas. O pau do Hiran quase explodia quando as via assim, ainda mais sabendo que, depois dos beijos, as duas viriam chupar seu pau simultaneamente. E foi o que aconteceu. Luciene deu uma chupada e depois ficou com as bolas na boca, brincando com elas, enquanto a mãe voltava à chupação.
Enlouquecidas, as duas davam um trato fenomenal no pau dele que resolveu parar antes que ele gozasse.
Sentou-se no sofá e falou que quem tirasse a roupa primeiro seria a primeira a ser comida. As duas, mais que depressa, fingiram cair na brincadeira e se atracaram com mais beijaços, mas Ingra nunca era a primeira, fazia questão de deixar a filha. Então, enquanto elas se beijavam, Ingra ia despindo a filha e logo a levou, nua, a sentar-se no pau dele, e ela cavalgou bastante o namorado e só quando gozou é que ela levantou e deu o lugar à mãe.
Ingra não curtia muito cavalgar, preferia o papai e mamãe ou então o dog style, o famoso cachorrinho. E foi este que ela e ele fizeram, também até gozarem.
Deitados no tapete, os três nus, Ingra lembrou-se que havia colocado a comida na mesa…
– Ei, crianças… depois dessa quentura toda, vamos agora comer a comidinha fria, porque eu não vou esquentar de novo não…
Era outra bela cena, ver os três, nus, fazendo caretas quando punham na boca a comida gelada..

5 comentários sobre “Mãe e filha namorava o mesmo homem

  1. Peguei o namorado da minha filha fudeno o ku dela botei o meu ku na roda tbm. Hoje nós somos duas putinha maravilhosa. Depois disso muitas coisas maravilhosa aconteceram na cama

  2. Ela tava no colo dele.. EU vi o volume do pau dele duro. Fiquei bastante excitada. Quando ela saiu pr o quarto. Eu perguntei pra ele se tinha vontade de fazer ménage com ela na cama o pau dele ficou mas duro. Na ela chupou o pau dele lambia a cabeça a língua dela

Deixe um comentário

CAPTCHA




conto erotico gratiscontos gay casa dos contosporno contos eroticoscontos eroticos padrastocuzinho contoscontos eroticos coroacomendo meu primocontos eroticos sogrocontos de gayscontos cunhadinhameu marido cornocobtos eróticoscontos gays cnncontos eroticos sogrocontos eroticos infanciacasa dos contos eróticosconto eroticostexto eroticoconto gay paicontos eroticos insestocontos eroticos analcontos eroticos sogracontos eroticos com avocontos eróticos incestoscontos eroticos de incestosconto erotico lesbicacontos gays 2018conto rroticocontos eroticos ubertransei com meu cunhadocontos erotico incestominha tia gostosacontos eroticos gay primoconts eroticoscontos heroticos gaycontos eroticos de coroascontos eroticos encoxadasincesto contoscontos eroticos sobrinhacontos fetichesconti eróticoultimos contos eroticos gayscontos eroticos pai e filhacontos eroticos cornocontos erotico gayconto erotico insestocasa dos contos gaycontos eróticos mãe e filhoconto erotico academiacontos analcontos gay casa dos contoscontos eroticos reaisconto pornocontos eroticos mamaeconto tiacontos eroticos incertosrelatos eroticoscontos erotico gaycontos eroticos de primoscontos eroticos recentescontos incesto gaycont erotcontos esposaconto erótico incestocontos sacanagemcontos eróticos incestosconto insestoconto erotico sogrorelato eroticoscontos eroticos insestoconto sexocontos eroticos professorcontos eróticos de corno