Minha babá e seu namorado tirando minha virgindade

Meu nome é Vitinho, hoje tenho 18 anos, mas oq aconteceu comigo foi a 7 anos atrás, quando tinha 11.
Eu tinha uma babá desde os meus 8 anos e ela sempre foi muito querida comigo e me tratou super bem, e ficava sozinha comigo durante o dia todo nos dias de semana, e de vez enquanto eu dormia em sua casa nos findis quando meus pais viajavam, ela tinha 22 anos na época.
Desde quando começou a cuidar de mim quando me ajudava no banhou ou a me vestir, passava a mão em mim, masturbava meu pauzinho mole, apertava minha bunda, mas nada além disso.


Quando fiz 11 anos, fui dormir na casa dela no final de semana seguinte e seu namorado também estava lá, já tinha conhecido ele, tinha 17 anos naquele tempo, e junto com ela, já havia passado a mão em mim. Sempre gostei muito quando eles faziam aquilo comigo, sentia muito prazer.

Naquele sábado nos divertimos bastante durante o dia, jogando futebol, jogando video-game e outras coisas, mas na hora de eu tomar banho, ela disse que eu tinha me sujado muito e ia me dar banho, obviamente aceitei, estava com vontade de sentir suas mãos em mim, e já começava a ficar meio durinho.
Quando ela viu que eu estava ficando durinho no banho ela me disse:
-hmm, meu putinho tá ficando durinho já, podemos começar a brincar de verdade agora!- e riu.
Eu acanhado fiquei com medo, mas ansioso. Ela apertou minha bunda e meu saco muito, doeu bastante, mas adorei, então puxando meu cabelo ela disse:
– Agora você é meu escravinho e do meu namo, vai fazer tudinho que eu mandar sem reclamar, e se chorar vai sofrer mais.
Ela puxou meu cabelo me virando de costas pra ela, enfiou um dedo na minha boca me fazendo chupar e forçou no meu cuzinho, gritei de dor e tesão.
-Assim que eu quero putinha- forçando o dedo no meu rabinho.
Ela me fudeu uns minutos com o dedo e saímos do banho ela me seco e me vestiu uma calcinha muito apertada de criança e me levou pro quarto.
Depois de uns 5 minutos, ela e seu namorado entraram e começaram a se beijar, me beijar e passar a mão em mim, até ela puxar meu cabo e empurrar minha cabeça até o pau dele, eu estava durinho de novo e ele fudendo minha boquinha virgem, ela ergueu minha bunda e começou a enfiar o dedo de novo, e foi abrindo ela, enfiando mais dedos, até os 5 estarem dentro, minha bundinha ardia e sangrava, então senti uma jato entrando na minha garganta me engasgando e deixando sem ar ele enfiou ate as bolas na minha boca me fazer gemer e chorar.
Depois disso eles me fuderam a noite toda, me fizeram gozar pela primeira vez, eu morri de tesão e transei com eles até meus 14 anos, toda semana.

Deixe um comentário

CAPTCHA




contos eroticos vovocontos eroticos de sobrinhacomi minha sogracontos eróticos gordinhacuzinho contoscontos ercontos eroticos de lesbicascontos eroticos de mulheres casadasconto erotico traicaocontos de travesticontos eroticos de traiçãocontos de sexo selvagemcontoeróticocontos eróticos vizinhacontos eroticos mae e filhacontos de safadezacontos eroticos trabalhoconto erotico gay ultimoscomi minha professoracontos eróticos verídicoscontos eroticos com novinhascontos eroticos swingconto erotico onibuscontos cdzinhaultimos contos eroticos gayscontos eroticos no onibuscontos eroticos filhoconto porno gayhistorias eróticoscontos erroticoscontos eroticos com professorconto gay primeira vezcontos eróticos esposaminha tia gostosacontos eroticomi minha mae contoconto heroticocontos sexuaisrelatos eroticosprimeiro boquetecontos incestcontos travestiscomendo a madrastacontos eroticos de sograconto etoticoconto erotico engravideixontos eroticoscontos eroticos no onibusmeu conto eroticocontos gay incestomelhores contos eroticosconto erotico meninocontos eroticoscontos eroticos massagemcontos de putariascontos pornoconto erotico onibuscontos reais eroticosincesto contos eroticosmeu primo me comeuconto erotico ginecologistacontos de incestocontos sexo gaycontos eroticos velhocotos eroticoscontos eroticos insestocontos eróticos ônibusúltimos contos gaysconto erotico no onibuscontos eróticos irmãconto eroticosrelatos incestocontos de incesto mae e filhoconto erotico cunhadasexo gay contoscontos eroticos de lesbicascontos erotocos